1.9.16

Vestibulendo: O Cortiço - Aluísio Azevedo

Resenha:
Tudo começou com o inescrupuloso João Romão, que quando soube que o marido de sua vizinha Bertoleza havia morrido, a convenceu a deixá-lo administrar seu dinheiro e por fim, rápido e prático, os dois acabaram amigados e, com os dois trabalhando incessantemente, logo foram adquirindo riquezas e portanto, João Romão foi construindo seu tão sonhado cortiço. 
O cortiço foi crescendo a cada dia mais e lá habitavam pessoas de todos os tipos: lavadeiras, empregados modestos, prostitutas, pequenos profissionais etc. Sendo que cada um possuía uma história e, querendo ou não, o resto dos moradores sempre acabava descobrindo e se intrometendo nessas histórias. Como por ex.: as regras de Pombinha ainda não haviam vindo e todos os moradores faziam questão de perguntar quando viria e de dar dicas para tentar adiantar o processo. Ou Rita Baiana que tem uma vida liberal e faz questão de deixar isso a mostra para seus vizinhos comentarem.
O tempo vai passando e em meio à loucura e caos do cortiço São Romão, outro cortiço é criado, o Cabeças de Gato, onde pessoas ainda mais necessitadas iam e onde qualquer um entrava. Obviamente, cresceu uma rixa grande entre os dois cortiços, o que por fim causou uma briga enorme, com direito a polícia e a incêndio. E isso no fim, acabou sendo de grande ajuda para João Romão, pois o seguro de seu cortiço iria cobrir o prejuízo do incêndio e ele conseguiria melhorar o ambiente. 
Enfim, depois de tantos incidentes caóticos, o cortiço virou uma Avenida, onde apenas pessoas escolhidas entravam, pois João Romão que no fim se tornou civilizado e importante, transformou seu cortiço em um lugar onde apenas pessoas de bom porte poderiam morar. O único problema dele era sua amiga e companheira Bertoleza, afinal ele gostaria de se casar com a filha de seu vizinho Barão, Miranda. Portanto, determinado a se livrar da escrava, ele toma uma atitude drástica.

Opinião:
O Cortiço é o tipo de livro que não te permite pensar corretamente, pois enquanto algo acontece em um lugar, outra coisa acontece em outro e, algumas vezes, simplesmente acontece uma sucessão de acontecimentos que torna impossível você absorver as informações. Portanto, é preciso grande concentração na hora da leitura para estar atento a tudo que se passa nesse lugar.
Falando sério, o cortiço é uma bagunça imensa. Quando duas pessoas estão brigando, logo em seguida está todo mundo guerreando. Ou seja, ele retrata como o Brasil era verdadeiramente naquele época, sem se preocupar com o que os leitores de fora iriam pensar. 
Uma palavra que define o livro? Miscigenação. Afinal, existem - literalmente - pessoas de todas as raças na história. E tirando toda a bagunça (que certas vezes chegou a ser engraçado), afirmo que o livro merece ser lido, pois é com certeza um marco na literatura brasileira.

Frases:
"Naquela mulata estava o grande mistério, a síntese das impressões que ele recebeu chegando aqui. Ela era a luz ardente do meio-dia; ela era o calor vermelho das sestas de fazenda; era o aroma quente dos trevos e das baunilhas, que o atordoara nas matas brasileiras, era palmeira virginal e esquiva que se não torce a nenhuma outra planta; era o veneno e era o açúcar gostoso, era o sapoti mais doce que o meu e era a castanha do caju, que abre as feridas com o seu azeite de fogo..."
"Não era a inteligência nem a razão o que lhe apontava o perigo, mas o instinto, o faro sutil e desconfiado de toda fêmea pelas outras, quando sente seu ninho exposto."

O Cortiço foi o melhor primeiro livro de vestibular que eu poderia escolher para e se você pretende ler, leia sem pensar que obrigação para o vestibular. Tente se interessar na história, se envolver com os personagens e de uma chance a literatura nacional, pois além deles merecem, você não vai se arrepender!

2 comentários:

  1. oi moça! te achei pelo skoob
    parabéns pelo trabalho.
    li o cortiço recentemente e achei bem legal tbm, apesar da "fama" do livro ser de ser bem chatinho rs
    ótima resenha! (e acho que vc vai amar Capitães da Areia)
    bjs Nat

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse pessoal que acha chato ainda não sabe aproveitar e apreciar a literatura nacional direitinho!
      Ele está na minha lista de leitura e já que você acha que vou gostar, ele vai ser priorizado por lá hahah.
      Muito obrigada pelo interesse e por tudo, Nat <3

      Excluir

*Seja educado(a) e respeite a todos.
Deixe sua opinião, ela será sempre bem vinda, assim como você ❥