26.1.16

Resenha: O lado bom da vida - Matthew Quick

Resenha:
Patrick(Pat) ficou internado no "lugar ruim" durante anos por motivos esquecidos e até então desconhecidos por ele. Para passar o tempo nesse lugar ruim, Pat focou e se viciou em exercícios físicos, praticando ás vezes descontroladamente.
Quando finalmente Pat é liberado do lugar ruim, ele acredita que nada na sua vida mudou e que só se passaram apenas semanas. Porém, quando chega em casa percebe que tudo está diferente: ele não é mais casado, seu pai não confia nele direito, sua mãe está muito preocupada com ele e seu irmão e seu amigo são os únicos que o tratam como se fosse quase normal. Estranhando tudo isso, ele resolve descobrir o que aconteceu e se dispõe a reconstruir tudo o que perdeu durante o tempo que ficou internado.
Com seus amigos e parentes escondendo tudo que lembrava o passado dele, a luta fica mais difícil, porém com a ajuda de sua mais nova amiga - maluca e bastante sincera - Tiffany, ele poderá ir mais longe do que o desejado. O que ele só não espera é o que pode acontecer tendo a ajuda de uma garota que não consegue controlar nem a si própria.




Opinião:
Faz tanto tempo que eu li esse livro que foi preciso reler várias partes para poder relembrar de alguns fatos e como existe o filme inspirado no livro, também o assisti para poder comparar.
Garela, me desculpem, mas o final do filme é muito melhor que o do livro. Não vou dar spoilers, só que o final do livro é realmente muito vago... Fora isso, a loucura tanto do livro, quanto do filme, me inspiraram e me alegraram num ponto que não tem explicação. Os altos e baixos da vida do Pat e seus acessos de loucura tornaram o livro muito mais instigante. Bradley Cooper fez um ótimo trabalho em seu papel.
Porém, é claro que o livro e o filme tem bastante coisa diferente, coisas que não precisavam ser mudadas, mas tudo bem, somos obrigados a aceitar isso.



Frases: "A humanidade é uma bagunça. E não tem lado bom";
"Um incidente pode mudar uma vida inteira";
"Se as nuvens estão bloqueando o sol, sempre tento ver aquela luz por trás delas, o lado bom das coisas, e lembro de continuar tentando";
"Estou praticando ser gentil em vez de ter razão".







Autor:Matthew Quick.
Editora: Intrínseca.
Páginas: 256.

Faz tanto tempo que eu não fazia resenha no blog que já estava quase morrendo de saudade! Então, sim, eu estava/estou um pouco enferrujada, mas espero que tenham gostado e se você quiser que eu faça resenha de algum livro específico que eu já li(clique aqui para ver minha estante virtual) ou me indicar algum para eu resenhas futuramente(ou só pra ler mesmo), fique á vontade!

18 comentários:

  1. queria muito ver o filme, já o livro vi tanta critica negativa que nem me interesso mais.
    Bradley sempre maravilhoso hahaha
    beijos ;*
    arisecondo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas às vezes as críticas não refletem o seu gosto literário, por isso eu voto em você dar uma chance ao livro e tirar suas próprias conclusões!
      Beijos.

      Excluir
  2. Jennifer Lawrence e Bradley Cooper: uma dupla imbátivel. (hoje na sessão da tarde auhuahuahua)

    saboiarafa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Já vi o filme e apesar de alguns clichês bem pesados, gostei. Mas o livro parece ser bem mais intenso, detalhista e maravilhoso. Adorei a indicação e super vou ler! Achei essa frase muito pessimista e irreal: "A humanidade é uma bagunça. E não tem lado bom.", mas tudo depende do contexto aplicado, até porque a própria estória a desconstrói. Adorei a resenha!

    SEMQUASES.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza é, afinal livros(na maioria das vezes) são bem melhores hahaha.
      Bom, essa frase é usada quando as coisas não vão muito bem pra eles e nós sabemos que é realmente assim que nos sentimos quando estamos tristes, não é mesmo
      Muito obrigada! Beijos.

      Excluir
  4. Li o livro um tantinho antes da estréia do filme por não querer assistir antes de lê-lo, mas gostei tão mais do filme haha o livro é tão massante em algumas partes, enquanto o filme é magia pura, gosto muito mais do Pat do filme do que do livro!
    Adorei a resenha e as fotos ficaram uma graça <3
    Beijos!

    www.obstrelando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente! Em algumas partes, o livro é tão... forçado. E o filme prende a gente em cada cena!
      Muito obrigada <3 Beijos.

      Excluir
  5. Tô doida pra comprar o livro pra poder comparar com o filme (que achei incrível)! Gostei muito <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo! Sempre fico louca pra poder comparar livro x filme hahah.
      Obrigada <3

      Excluir
  6. Tenho esse livro, li ate a metade e nao consegui mais ler ;/
    prefiro o filme rs
    bjoos

    http://www.dividindouniverso.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que pena! Entendo que você prefira o filme, mas ás vezes é muito legal terminar porque você pode se surpreender ou pra entender melhor...
      Beijos.

      Excluir
  7. oi, oi.

    sinto muito em dizer, mas eu tbm não consegui terminar o livro. li alguns capítulos e logo parei porque a edição ficou horrível, as letras era miúdas... não desceu, sabe?! eu tentei ver o filme, mas quando eu vi que eram 2h, tbm parei. pensei assim: se eu não gostei da história até onde li, pq em 2h vou gostar do filme? eu sei, é preconceito. =/

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Adriel... Se você tivesse dado uma chance ao menos para o filme, teria notado o quanto ele é bom e te conhecendo através do seu blog, tenho quase certeza de que você iria gostar, pois o Pat também enfrenta todo tipo de preconceito! Quanto ao livro, eu entendo. Não faria sentido você ler ele inteiro pra depois não lembrar de nada hahah.
      Beijos.

      Excluir
  8. Olá, Thaís :)

    Esse é um dos meus livros favoritos. Também vi o filme, para comparar, e o achei muito diferente em vários aspectos, mas cada um ficou bom à sua maneira (o livro ainda é meu favorito e quase sempre lembro de fechar os olhos, murmurar uma única nota e contar até dez silenciosamente, esvaziando minha mente, kkk)

    Beijos,
    May.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você! E também faço isso às vezes, o que é ótimo pra acalmar... Acho super fofo você fazer isso também hahah.
      Beijos.

      Excluir
  9. Oi Thaís!!
    Adoro esse livro também. Inclusive falei dele aqui brevemente no blog.
    E ao contrário de muitas pessoas, também acho o filme uma graça!! Gosto dos dois finais, acho o do livro especialmente lindo lindo lindo. Sorri feito uma boba haha.
    Caso queira indicações de livros, temos aqui no blog!! Um muito bom que li recentemente foi Pequenas Grandes Mentiras, fiz uma resenha dele caso queira saber mais. Vê se te interessa: http://ourbravenewblog.weebly.com/home/pequenas-grandes-mentiras-por-liane-moriarty

    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São duas, também sorri como boba nos dois finais hahah.
      Claro, irei visitar ^^

      Excluir

*Seja educado(a) e respeite a todos.
Deixe sua opinião, ela será sempre bem vinda, assim como você ❥