31.10.14

Resenha: Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira

Resenha:
Laurel é aluna nova em um colégio onde ninguém a conhece. Lá ela tem a chance de recomeçar, já que na sua escola antiga o terrível acidente a acompanha. Logo de início, a professora de inglês pede que seus alunos escrevam cartas a uma pessoa que já morreu. E é aí que tudo começa.
A garota começa a escrever essas cartas frequentemente, usando-as para desabafar, e talvez tentar entender um pouco mais seu mundo atual que é diferente de tudo que ela já viveu. Um primeiro amor, amigas intrigantes, drogas, festas e assim vai. Porém, Laurel quer ser como a irmã, o que pode fazer com que ela estrague seu relacionamento com algumas pessoas. E talvez, essas cartas sejam a chave que ela precisa para abrir sua mente e seu coração, percebendo que ser ela é melhor do que querer ser outro alguém, mas acima de tudo, essas cartas podem ensinar essa adolescente em constante descoberta a perdoar e ser feliz, sem preocupações e dramas.


Opinião:
Cartas de Amor aos Mortos, para mim, foi um pontapé inicial para eu começar a ler sobre personagens que possuem problemas que nem sempre são solucionados facilmente. Os personagens são super intrigantes, causando sempre o máximo de curiosidade possível na gente. E o fato de sabermos a história através de cartas, torna o livro muito mais especial, a leitura flui natural e rapidamente. Somos conquistados por cada pessoa citada no livro e só pela capa podemos ter uma ideia de como o universo da Laurel é bonito e intrigante.
Achei o livro um pouco parecido com As Vantagens de Ser Invisível, mas o que eu não esperava é que se tornaria um dos meus preferidos, já que eu não gostei tanto do livro citado. Porém, espero poder encontrar e ler mais livros nesse estilo, já que eu descobri que eles podem me conquistar fortemente.

Frases:
"Quando você perde alguma coisa próxima, é como perder a si mesmo."
"Quando olho para Sky lembro que o ar não é apenas algo que existe, mas que se respira."
"Era um mundo cheio de sentimentos para os quais eu não tinha palavras."
"Todos nós queremos ser alguém, mas temos medo de descobrir que não somos tão bons quanto todo mundo imagina que somos."
"Talvez ao contar histórias, por pior que sejam, não deixemos de pertencer a elas. Elas se tornam nossas. E talvez amadurecer signifique que você não precisa ser personagem seguindo um roteiro. É saber que você pode ser a autora."

Achei que essa resenha daria certo com o Halloween, afinal nesse livro também temos festas desse dia especial... Feliz Halloween pra vocês e espero que tenham gostado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

*Seja educado(a) e respeite a todos.
Deixe sua opinião, ela será sempre bem vinda, assim como você ❥